Emergência na Cruz Vermelha Portuguesa

Para as Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, são consideradas situações de emergência, aquelas que ameaçam a vida, colocando as pessoas em perigo de morte ou de grave deterioração da sua saúde ou das suas condições de vida, e que podem ultrapassar totalmente a capacidade normal dos indivíduos, das famílias, das comunidades e dos sistemas de apoio do Estado para enfrentá-las.

A actuação da CVP em situações de emergência é preparada e desenvolvida em coordenação com as diferentes áreas da sua actividade, particularmente as relativas à Emergência Social e Humanitária, Assistência Social e Médico/Sanitária, integrando e coordenando as capacidades de resposta dos seus diferentes níveis estruturais.

Para ver o esquema de organização da Emergência na CVP, clique aqui.

Para ver a implantação das Plataformas Regionais de Emergência da CVP, clique aqui.

Para que a resposta à emergência seja o mais eficaz e eficiente possível, a CVP coopera e colabora em complementaridade com outras Instituições, entre elas, a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), os demais agentes de protecção civil, as diferentes autarquias, instituições e organizações de apoio Social, Organizações Não Governamentais e empresa públicas e privadas.


Actividades desenvolvidas no âmbito do Socorro

  • Apoio à sobrevivência (alojamento temporário, alimentação, água, higiene, vestuário, preservação de condições de temperatura, cuidados básicos de saúde);
  • Apoio logístico (armazéns, gestão de stocks, recepção e encaminhamento de dádivas, transportes);
  • Apoio psico-social;
  • Apoio à pesquisa e localização;
  • Apoio médico;
  • Comunicações (serviços básicos de comunicações);
  • Apoio à mortuária;
  • Salvamento em grande ângulo;
  • Salvamento em meio aquático.

Actividades desenvolvidas no âmbito do transporte de doentes

  • Resposta em situações de emergência pré-hospitalar (solicitações do INEM/CODU);
  • Transferências inter-hospitalares de doentes de alto risco;
  • Transporte de doentes e pessoas em situação vulnerável - consultas, fisioterapia, transferências inter-hospitalares, hemodiálise, repatriamento de doentes e sinistrados de e para o estrangeiro, entre outros.

Apoio médico sanitário a eventos

  • Desportivos;
  • Culturais;
  • Musicais;
  • Religiosos.

Apoio a situações de Emergência Social através da Linha 144

Actividades protocoladas com terceiras entidades

  • Guarnição de postos de socorros e ambulâncias de emergência em empresas públicas e privadas;
  • Apoio médico sanitário nas praias do litoral-sul durante a época balnear – ARS Sul e Alentejo;
  • Transporte de doentes – ARS;
  • Transporte de doentes – companhias de seguros, hospitais particulares, associações;
  • Troca de seringas – ANF.