PayPalMB WAYnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Instagram Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

Super User

Super User

quinta-feira, 27 julho 2017 13:46

Recibo de donativo e benefícios fiscais

Ao abrigo do Estatuto do Mecenato e não importando a forma do donativo (monetário, produto ou serviço), a Cruz Vermelha Portuguesa entregará um recibo onde é descrito o donativo, que poderá ser utilizado para deduções nos impostos.

No caso de os donativos angariados para um serviço, causa, apelo ou campanha específicos excederem o montante necessário, estes serão depositados no nosso Fundo Geral para Desenvolvimento e Actividades.

Para obter o devido recibo de donativo e Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. sobre benefícios fiscais, contacte-nos.

quinta-feira, 27 julho 2017 12:26

Formas de doar dinheiro

As doações monetárias são a melhor forma de ajudar as pessoas carenciadas ou vítimas de catástrofes ou desastres, porque o dinheiro pode, de forma muito rápida e simples, ser transferido para qualquer conta bancária ou convertido imediatamente nos géneros mais necessários, em qualquer parte de Portugal ou do mundo.

Isto permite à Cruz Vermelha poder usar o seu forte poder de compra (obtendo preços especiais para os produtos) e ajustar a resposta muito rapidamente a necessidades e prioridades variáveis.

Existem várias formas de doar dinheiro para a Cruz Vermelha Portuguesa, nomeadamente:

  • Online, neste website, fazendo um donativo pontual ou recorrente
  • Por MBWay, através do contacto 918391794 (número restrito para uso na aplicação)
  • Por PayPal, neste website
  • Através do Facebook, botão "Fazer Donativo" ou campanha de "Angariação de Fundos"
  • Por transferência bancária, para uma das contas CVP
  • Por multibanco ou netbanking: entidade 20999, referência 999999999
  • Por correio, enviando-nos um cheque ou vale postal
  • Por Payshop
  • Por telefone, ligando para a linha do nosso Fundo de Emergência 760 20 22 22
  • Campanha “Ser Solidário” no Multibanco
  • Consignando 0,5% do IRS, sem custo algum
  • Deixando uma herança ou legado

Para saber mais, consulte os destaques abaixo.

Ao abrigo do Estatuto do Mecenato, a Cruz Vermelha Portuguesa emite um recibo de donativo que poderá ser utilizado para deduções nos impostos. Para obter este recibo é necessário fazer chegar-nos a identificação e o NIF do doador, bem como o comprovativo da operação de donativo.
Para mais esclarecimentos, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Online

O seu donativo dá-nos a flexibilidade para responder de forma rápida e efectiva a situações de emergência inesperadas, como catástrofes naturais ou desastres, ou a necessidades humanitárias emergentes, em Portugal e em todo o mundo.

Faça aqui o seu donativo online, de forma segura e rápida, optando pelo meio de pagamento mais conveniente (Payshop, Multibanco ou cartões Visa, Mastercard e Maestro).

Por Paypal

No topo da página deste website, está disponível o botão DOAR - PayPal. Aqui poderá fazer um donativo pontual ou mensal utilizando a sua conta PayPal.

MB WAY

Fazer donativos através do MB WAY é uma forma simples e segura de Ser Solidário e apoiar boas causas.

Através do seu telemóvel - Serviço MBWAY:

Faça download da aplicação MBWAY, associe o seu cartão de pagamento e faça um donativo para o número 918391794, com toda a segurança. Uma forma rápida, segura, gratuita e muito simples de fazer a diferença na vida de quem mais precisa.

Facebook

  • Através do seu perfil no Facebook, qualquer pessoa poderá ser um angariador de fundos para a Cruz Vermelha Portuguesa através da aplicação "Angariação de Fundos" (clique aqui), que permite criar uma campanha dedicada. Esta ferramenta pode ser interessante para os aniversários, mostrando aos amigos e familiares uma nova forma de comemorar em conjunto e apoiar uma boa causa.
  • Na página de Facebook da Cruz Vermelha Portuguesa também é possível doar através do botão "Fazer Donativo" (localizado por baixo da foto de capa, numa caixa azul), em poucos e simples cliques, sem nunca sair desta plataforma.

Por transferência bancária

Poderá doar o valor que quiser, efectuando um depósito ou uma transferência bancária numa das contas da Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa abaixo listadas.

Se pretender dirigir o seu donativo para alguma estrutura local da instituição, deverá contactá-la directamente para obter as necessárias orientações sobre como proceder.

Fundo Geral para Desenvolvimento e Actividades

BancoIBAN
Montepio PT50 0036 0000 9910 5886 4103 7
cgd PT50 0035 0027 0002 5871 9322 7

Fundo de Emergência

BancoIBAN
Millennium bcp PT50 0033 0000 4530 7610 6910 5
cgd PT50 0035 0027 0008 2402 2305 3
BPI PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4
Santander PT50 0018 0000 2399 6353 0014 9
Montepio PT50 0036 0087 9910 0053 7165 1

Por multibanco ou netbanking

Para isto, basta escolher a opção "Pagamento de Serviços", inserir a entidade 20999 e a referência 999 999 999, e escolher o montante do donativo.

Os donativos por esta via são dirigidos automaticamente para o nosso Fundo de Emergência.

Por telefone

Ligando para a linha do nosso Fundo de Emergência 760 20 22 22.

Linha de atendimento automático cedida pela PT Comunicações. Custo da chamada 0,60€ +IVA.

Por correio (cheque ou vale postal)

Poderá fazer um donativo através do envio por correio tradicional de um cheque nominal ou de um vale postal para o Departamento Financeiro na Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa:

  • Jardim 9 de Abril, nº 1 a 5, 1249-083 Lisboa, Portugal

Se pretender dirigir o seu donativo para alguma estrutura local da instituição, deverá contactá-la directamente para obter as necessárias orientações sobre como proceder.

Campanha “Ser Solidário” no Multibanco

Num Caixa Automático Multibanco, poderá efectuar o seu donativo bastando seguir os seguintes passos:

  • Introduzir o cartão bancário
  • Digitar o código pessoal secreto
  • Seleccionar "Transferências"
  • Seleccionar "Ser Solidário"
  • Escolher a entidade "Cruz Vermelha Portuguesa"
  • Indicar a importância do donativo
  • Seleccionar opção de impressão (Talão/Factura)
  • Confirmar a operação

Existe ainda a opção de solicitar um comprovativo para efeitos fiscais. Para tal deve seleccionar a opção “Factura” e introduzir o número de contribuinte.

No final da operação, o talão comprovativo é valido para efeitos de apresentação no serviço de Finanças, estando o cabeçalho preenchido com os dados fiscais da Cruz Vermelha Portuguesa.

Este meio é disponibilizado pela campanha "Ser Solidário” da SIBS e dos bancos do sistema Multibanco, podendo ser suspensa a qualquer momento.

Consignação de 0,5% do IRS - Cruz Vermelha Portuguesa NIF 500 745 749

A consignação do IRS consiste em doar 0,5% do IRS liquidado (imposto destinado ao Estado) a uma entidade elegível para esse efeito. O contribuinte não tem qualquer encargo, não paga mais IRS nem recebe menos reembolso. É o Estado que prescinde dessa parcela do imposto, entregando-a à entidade indicada pelo contribuinte.

Por exemplo 
Imagine que o valor do seu IRS liquidado referente a 2018 é de 6.000€, as retenções e pagamentos por conta são de 6.500€ e que tem direito a um reembolso de 500€. Se consignar 0,5% do seu IRS liquidado, receberá o devido reembolso de 500€ e a entidade escolhida receberá 30€ do imposto total que o Estado liquida (6.000 euros x 0,5% = 30€). Já o Estado arrecada a diferença entre o IRS liquidado (6.000€) e a consignação de 0,5% do IRS (30€), ficando com 5.970€. O Estado perde 30€, mas o seu reembolso não sofre qualquer desconto. Caso decida não consignar 0,5% do seu IRS, o Estado fica a ganhar. Isto, porque recebe a totalidade do seu IRS liquidado (6.000€).

A Autoridade Tributária e Aduaneira disponibiliza no Portal das Finanças a lista de entidades que podem beneficiar da consignação de 0,5% do IRS. A Cruz Vermelha Portuguesa é uma delas. Ao consignar o seu imposto a esta instituição está a apoiar a actividade humanitária da Cruz Vermelha Portuguesa que abrange mais de um milhão de beneficiários.

Como fazer a consignação?
Em 2019, poderá fazê-lo de duas formas diferentes:

  • Antes da entrega do IRS, até 31 de março, no Portal das Finanças;
  • Durante o prazo da entrega do IRS, entre 1 de abril e 30 de junho, no IRS Automático ou na declaração anual de rendimentos tradicional (modelo 3), no Quadro 11 do anexo “Rosto”.

pdfVER INSTRUÇÕES DE COMO CONSIGNAR 0,5% DO IRS AQUI.

Payshop

Para efectuar um donativo através da rede de pagamentos Payshop, basta dirigir-se a um dos agentes Payshop e pedir para fazer um donativo para a Cruz Vermelha Portuguesa, escolhendo o montante que pretende doar (valor mínimo de apenas 1€).

Depois de entregar o valor ao agente, este regista o donativo no terminal Payshop e entrega um recibo comprovativo (dedutível no IRS/IRC).

Heranças e legados

Redigir em vida um testamento é a forma válida e incontestável de garantir que a nossa vontade, desejos e convicções serão respeitados após a nossa morte. Se pretender mencionar a Cruz Vermelha Portuguesa no seu testamento, deixando-lhe uma herança ou legado, poderá contactar o nosso departamento jurídico para receber as necessárias orientações sobre como proceder.

 

Salvo expressa declaração contrária, o doador autoriza a Cruz Vermelha Portuguesa a publicitar a sua identificação, bem como o montante do donativo realizado. No caso de optar pelo anonimato, o montante do donativo não deixará de ser publicitado. Nesta última situação, o doador deverá endereçar a declaração de não autorização de publicitação da sua identificação para o seguinte email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

quinta-feira, 27 julho 2017 12:22

Doe artigos (produtos)

O donativo de produtos, como artigos de higiene, cobertores, sacos-cama, calçado, vestuário, electrodomésticos, utensílios de cozinha ou alimentos não perecíveis, entre outros, regra geral, são sempre recursos valiosos para a acção da Cruz Vermelha.

No entanto, abre-se aqui uma excepção para as situações de emergência face a uma catástrofe ou um desastre que, pela forte cobertura mediática, geram sempre grandes movimentos de solidariedade nos indivíduos e nas comunidades.

Nestas ocasiões, os donativos mal orientados podem também ter o efeito de dificultar o esforço de resposta à emergência, como por exemplo, quando contribuições inapropriadas ou excessivas chegam ao local do desastre e impedem a distribuição dos artigos de primeira necessidade.

Perante isto, e para não correr o risco de vir a receber artigos que não se adeqúem às necessidades ou não cumpram determinados requisitos e padrões de qualidade, a Cruz Vermelha procura ser sempre clara no que respeita ao tipo de artigos que mais são necessários no decorrer de uma situação de emergência ou no dia-a-dia.

LISTA DE ARTIGOS MAIS NECESSÁRIOS PARA OS KITS DE EMERGÊNCIA 

Os kits de emergência da Cruz Vermelha são criados e catalogados por géneros e escalões etários, de forma a garantir uma resposta rápida e adequada às necessidades que podem ser variáveis. Poderá consultar aqui a lista de artigos mais necessários para a constituição dos nossos kits.

Não obstante e antes de efectuar qualquer donativo de artigos, aconselhamos um contacto prévio para conhecer as nossas necessidades mais urgentes e a capacidade para a aceitação do donativo. Para estas informações, contactar as nossas estruturas locais ou os serviços centrais de Emergência pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

quinta-feira, 27 julho 2017 12:08

Outras formas de ajudar

Quando a sua empresa ou organização faz um donativo para a Cruz Vermelha Portuguesa, está a oferecer ajuda e esperança às pessoas quando elas mais precisam. Existem muitas formas criativas de contribuir. Formas que também geram uma atitude mais positiva dos seus clientes e colaboradores para com a empresa, pois estes sentem-se mais envolvidos com os seus objectivos.

Nota importante: Para a realização de qualquer actividade de angariação de fundos ou recolha de artigos em nome da Cruz Vermelha Portuguesa e para a utilização do nome e imagem da instituição para estes fins, deverá obter previamente a necessária aprovação e celebrar um acordo de colaboração connosco.

Doe uma percentagem das vendas

Mostre aos seus clientes que se preocupa com a comunidade e ajude a impulsionar os seus resultados doando uma percentagem das vendas dos seus produtos, serviços ou eventos.

Oportunidades de associação a campanhas

Pontualmente, a Cruz Vermelha concentra-se em fazer chegar à comunidade mensagens importantes e apelos para o apoio das suas actividades, nos domínios da dignidade dos mais idosos, prevenção de desastres e catástrofes, socorrismo de proximidade, entre outros. Quando uma empresa ou organização se associa às nossas campanhas, esta assume o seu compromisso social junto da comunidade por uma causa que é também relevante e significativa para os seus stakeholders, resultando no aumento da sua reputação e na valorização e diferenciação da sua marca.

Recolha de fundos junto dos clientes e consequente duplicação

Um programa de recolha de donativos em dinheiro junto de clientes é uma maneira fácil e atractiva para transformar a compaixão e solidariedade dos clientes em acção. Quer se trate de uma catástrofe devastadora ou de uma causa social, um esforço de recolha de fundos para a Cruz Vermelha nos espaços próprios das empresas/organizações (cantinas, bares, lojas comerciais, on-line ou noutros meios) pode ser lançado de forma rápida e simples. Muitas vezes, e como um poderoso incentivo, a entidade anuncia que duplicará o valor total angariado junto dos clientes.

Donativo de produtos ou serviços

Ocasionalmente, a Cruz Vermelha trabalha com empresas/organizações que pretendem doar grandes quantidades de produtos que são, por vezes, excedentários, descontinuados, com o prazo de validade a expirar, como por exemplo: roupa de colecções antigas, electrodomésticos menos modernos, material médico, mobiliário, alimentos não perecíveis, como água, enlatados...

A aceitação destes produtos dependerá das necessidades vigentes e do cumprimento dos requisitos impostos pelos padrões de qualidade, para evitar contribuições inapropriadas ou excessivas.

Patrocínio de eventos

As estruturas locais da Cruz Vermelha em todo o país organizam uma variedade de eventos solidários únicos e estimulantes, regra geral, com grande envolvimento das comunidades, como por exemplo, maratonas, concertos, quermesses, ceias de Natal, simulacros de situações de emergência, aulas de zumba, entre outros.

Estes eventos, na sua maioria, promovem a colaboração e oferecem reconhecimento às empresas ou organizações locais/regionais que se associam para ajudar a apoiar a Cruz Vermelha no cumprimento da sua missão.

Campanha de doação no local de trabalho numa data específica

Quando dá aos seus colaboradores a oportunidade de fazer a diferença, a empresa/organização ganha mais - mais satisfação no local de trabalho, mais entusiasmo e mais espírito de equipa que surge ao ajudar os outros. Os colaboradores podem ajudar a Cruz Vermelha após uma catástrofe ou durante outras épocas especiais do ano, como:

  • Dia da Cruz Vermelha Portuguesa, 11 de Fevereiro
  • Consignação de 0,5% do IRS, a partir de Abril
  • Dia Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, 8 de Maio
  • Dia Mundial dos Primeiros Socorros, Setembro
  • Dia Internacional do Voluntariado, 5 de Dezembro
  • Natal

Para saber mais sobre estas oportunidades de ajudar, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

quinta-feira, 27 julho 2017 12:00

Empresas e organizações

Sendo uma marca de confiança, presente em todos os países do mundo, a Cruz Vermelha está numa posição favorável para ajudar a sua empresa ou organização a alcançar os seus objectivos de negócio e de Responsabilidade Social.

Demonstre os valores e o compromisso da sua empresa ou organização com a comunidade e as causas que contribuem para um mundo melhor, fazendo parcerias com a Cruz Vermelha Portuguesa.

No menu da esquerda explicam-se algumas formas como as empresas ou organizações podem ajudar a nossa instituição.

Ao abrigo do Estatuto do Mecenato, a Cruz Vermelha Portuguesa entregará um recibo que comprova que aceitou ou recebeu os donativos monetários, artigos ou serviços doados (referindo o custo de aquisição ou produção dos mesmos), que poderá ser utilizado para deduções nos impostos. No caso do valor do custo de aquisição ou produção ser desconhecido, será emitido um documento comprovativo da entrega, sempre que solicitado.

Para saber mais sobre estas oportunidades de parceria, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

quinta-feira, 27 julho 2017 11:42

Palácio da Rocha do Conde d’Óbidos

O Palácio do Conde d’Óbidos, em Lisboa, é um espaço marcadamente histórico com uma vista deslumbrante sobre o Rio Tejo. Dispõe de vários salões para a realização de casamentos, baptizados, cocktails, exposições, jantares de gala, lançamentos de produtos, seminários, concertos e outros eventos de carácter social, cultural ou empresarial.

Desde Agosto de 2019, a Cruz Vermelha Portuguesa tem estabelecida uma parceria exclusiva com a Casa do Marquês para a exploração e rentabilização do Palácio do Conde d’Óbidos.

Veja a brochura e a galeria de imagens do nosso Palácio nos menus à esquerda. Para obter mais informações, marcar uma visita, efectuar uma pré-reserva ou solicitar orçamentos, contacte directamente o nosso Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Localização e acessos

O Palácio situa-se numa das zonas mais antigas de Lisboa, entre os bairros de Santos, Janelas Verdes e da Lapa, num promontório sobre o rio Tejo.

Aqui situa-se a sede nacional da Cruz Vermelha Portuguesa desde 1940.

O imóvel está debruçado sobre a Avenida 24 de Julho, a sul, com o Jardim 9 de Abril e o Museu Nacional de Arte Antiga (Palácio dos Condes de Alvor), a nascente. Para chegar ao Palácio do Conde d'Óbidos poderão ser utilizados os transportes ferroviários da linha de Cascais (paragem na estação de Santos) e rodoviários (paragem na Rua Presidente Arriaga, junto à fachada norte do Palácio).

Espaço e capacidade

Aliando quatro séculos de história e um valioso património arquitectónico e artístico, o Palácio do Conde d'Óbidos oferece uma área nobre que comporta até 270 pessoas sentadas e um terraço com capacidade até 200 pessoas.

A sua área nobre é composta por seis sumptuosos salões - Conselho Supremo, Parábolas, D. João de Castro, Grinaldas, Mitologia e de Jantar -, todos estes revestidos de painéis de azulejos do tipo do século XVIII.

Neste piso existem também uma Biblioteca renascentista e uma pequena Capela. Do património artístico do Palácio, destacam-se as pinturas ornamentais, os lustres magníficos, os tectos apainelados e o diverso mobiliário antigo. O terraço, contíguo aos salões, permite ampliar estes espaços e utilizar um toldo, sempre que necessário. Daqui pode-se desfrutar de uma vista única sobre as docas da Rocha e de Alcântara, na margem direita, e a Ponte 25 de Abril, o Cristo-Rei, Almada e Cacilhas, na margem esquerda do rio Tejo.

Serviços

No âmbito da parceria estabelecida com a Cruz Vermelha Portuguesa para a exploração exclusiva do Palácio do Conde d'Óbidos, a Casa do Marquês oferece um serviço completo na área de eventos, desde o catering, à entrega de eventos chave-na-mão, responsabilizando-se por toda a organização, produção, logística, decoração e animação necessárias.

O estacionamento de veículos está limitado ao número de lugares disponíveis no parque particular do imóvel (cerca de 40 lugares). As alternativas são o parque público situado à frente da entrada principal do Museu Nacional de Arte Antiga ou na rua que ladeia o Jardim 9 de Abril, a poente.

Perguntas frequentes sobre o aluguer

Como posso obter um folheto promocional do Palácio do Conde d'Óbidos?
Poderá ver e descarregar o formato digital da brochura publicitária do nosso Palácio, clicando aqui. Para obter esta brochura em papel, deverá formular o pedido ao nosso serviço de Gestão de Eventos.

O que devo fazer para visitar os salões do Palácio do Conde d'Óbidos?
Poderá fazê-lo agendando uma visita com o nosso serviço de Gestão de Eventos.

Posso realizar o meu casamento na Capela do Palácio?
Não está autorizada a realização de casamentos na Capela. No entanto, na Biblioteca é possível realizar casamentos civis. Se pretender realizar um casamento católico poderá fazê-lo numa das três igrejas situadas nos arredores do Palácio do Conde d'Óbidos:

  • Igreja de São Francisco de Paula
  • Capela das Necessidades
  • Igreja de Santos-o-Velho

Quando alugo um salão tenho de partilhar o Palácio com outras pessoas?
Não. O aluguer dos salões do Palácio é realizado em exclusividade, mesmo que necessite apenas de uma das salas.

O espaço tem condições de acessibilidade para deficientes motores?
Sim. Os salões situam-se num piso térreo, existindo um pequeno degrau com rampa de acesso. Existe também uma casa de banho para deficientes.

Visitas guiadas

Foi D. Vasco de Mascarenhas, quem, no século XVII, teve a visão de construir um palácio no alto de um rochedo (depois chamado “Rocha do Conde d’ Óbidos”), cujas escarpas desciam vertiginosamente em direcção ao Tejo. Mais tarde, este nobre português Vice-Rei do Brasil e herói das Guerras da Restauração da Independência tornou-se o 1º Conde d’Óbidos. Os seus sucessores mantiveram a posse do seu palácio até ao século XX. O Palácio foi, finalmente, adquirido em 1919 pela Cruz Vermelha Portuguesa. Reconhecido em 1993 como imóvel de interesse público, este Palácio tem um enorme valor histórico e artístico.

Para os historiadores, investigadores e outros curiosos, a Cruz Vermelha Portuguesa permite a realização de visitas guiadas a este espaço nobre. Estas são orientadas pelo Professor Augusto Moutinho Borges, especialista de azulejaria e historiador. Realizam-se na segunda 4ª feira de cada mês, com início às 15h00 e a duração aproximada de 1 hora.

O preço da visita é de 10€ por pessoa.

As visitas são realizadas após marcação, com um número mínimo de 15 pessoas.

Para obter mais informações e para marcação de visitas, contacte directamente o nosso Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
Para adquirir o Livro "Palácio do Conde d’Óbidos – Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa", clique aqui

quinta-feira, 27 julho 2017 11:39

Seja Sócio

Podem ser Sócios (Membros Associados Contribuintes conforme os Estatutos da CVP) as pessoas singulares ou colectivas que façam o pagamento de quota não inferior ao valor mínimo estabelecido pela Assembleia Geral. O valor actual da quota mensal é de 1€; este é fixado de dois em dois anos.

Para se tornar Sócio deverá preencher, assinar e enviar-nos por correio a Ficha de Inscrição de Membro Associado Contribuinte da CVP (para ver e descarregar esta ficha, clique aqui).

Para mais informações sobre direitos, deveres e outros assuntos relacionados, contacte directamente a nossa estrutura local mais próxima ou o nosso Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

quinta-feira, 13 julho 2017 15:39

Movimento Internacional

Os nossos delegados internacionais são pessoas normais que fazem coisas extraordinárias nas regiões mais vulneráveis do mundo, muitas vezes, arriscando as suas próprias vidas.

Respondem sempre que necessário a emergências, que resultam de desastres naturais, acidentes ou conflitos inesperados, mas também trabalham diariamente em conjunto com as sociedades nacionais em projectos de desenvolvimento para melhorar a vida das pessoas.

Para conhecer as actuais oportunidades de emprego no âmbito do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, veja:

Vagas do CICV em destaque (a publicar oportunamente).

Vagas da FICV em destaque (a publicar oportunamente).

 

Nota importante sobre missões internacionais

As missões no âmbito do Movimento internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho não integram voluntários, mas apenas profissionais contratados. As pessoas interessadas nestas missões têm que se submeter a um curso internacional e preencher um conjunto de requisitos. As missões têm no mínimo a duração de um ano.
Caso tenha interesse nas nossas missões, poderá enviar o seu currículo para o e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., acompanhado de uma exposição sobre os seus objectivos e motivações.

quinta-feira, 13 julho 2017 15:38

Nacional

A Cruz Vermelha Portuguesa apesar de ser uma instituição de carácter essencialmente voluntário, com cerca de 11 mil voluntários activos, emprega quase 2 mil pessoas.

As candidaturas para emprego/estágio na Sede Nacional ou nos serviços da instituição da área de Lisboa, deverão ser enviadas para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

As candidaturas para emprego/estágio nas Estruturas Locais ou Serviços Autónomos da instituição, deverão ser enviadas directamente para os respectivos contactos.

A candidatura espontânea a um emprego ou estágio na Cruz Vermelha Portuguesa deverá incluir o curriculum vitae do interessado, bem como uma explicação das suas motivações e interesses.

Aviso: Informamos que todos os CVs recebidos serão armazenados na base de dados da CVP por um período de seis meses. Caso se oponha ao armazenamento do seu CV, por favor informe quando nos submeter a sua candidatura por email. O mesmo se passa se enviar directamente o seu CV para alguma estrutura local da CVP.

 

 geral

Técnico Superior de Serviço Social

Data de publicação: 16/09/2020

Válido por 15 dias a contar da data de publicação publicação. 

Descrição: A Cruz Vermelha Portuguesa tem competências reconhecidas no apoio a famílias carenciadas e vulneráveis, nomeadamente através do Programa Mais Feliz e do seu modelo de intervenção social dirigido a famílias em situação de vulnerabilidade sócioeconómica.

Este colaborador irá ser um dos elementos da Equipa Social, na Sede Nacional, que dinamizará as ações necessárias para o desenvolvimento destas respostas sociais na rede Cruz Vermelha.

 Veja aqui a oferta na íntegra. 

quinta-feira, 13 julho 2017 12:24

Entidades protocoladas

Ao longo dos anos, a Cruz Vermelha Portuguesa tem vindo a estabelecer protocolos de colaboração com diferentes entidades.

Estes protocolos concedem benefícios/descontos aos sócios, colaboradores e clientes destas entidades em diversos domínios, serviços e equipamentos da Cruz Vermelha, como por exemplo: serviços de saúde no Hospital da Cruz Vermelha, designadamente, consultas, cirurgias, exames, internamento e tratamentos; Cartão de Saúde; Teleassistência; programas de desfibrilhação automática externa; cursos de socorrismo; transporte de doentes; lares; apoio domiciliário, entre outros.

As entidades com protocolo em vigor com a Sede Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, organizadas por tipo de actividade, são as que se apresentam nos separadores abaixo.

Se a sua organização pretende estabelecer um protocolo com a Cruz Vermelha Portuguesa, contacte-nos pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Associações e Clubes

  • AAUAb – Associação Académica da Universidade Aberta
  • ACP - Automóvel Clube de Portugal
  • ANS - Associação Nacional de Sargentos
  • APORFEST - Associação Portuguesa de Festivais de Música
  • APtA - Associação Portuguesa de Audiologistas
  • AREP – Associação dos Reformados da EDP/REN
  • ARGE – Associação de Reformados da Galp Energia
  • ASJP - Associação Sindical dos Juízes Portugueses
  • Associação de Socorros da Freguesia de Turcifal
  • Associação para o Desenvolvimento de Miragaia
  • Associação Social e Cultural Paradense
  • ASSP - Associação de Solidariedade Social dos Professores
  • AURPIS - Associação Unitária de Reformados Pensionista e Idosos do Seixal
  • CNE – Corpo Nacional de Escutas
  • Confraria Nossa Senhora da Nazaré

Centros Sociais e Paroquiais

  • Centro de Apoio Social do Nadadouro
  • Centro Social Cultural e Recreativo da Amoreira
  • Centro Social e Cultural de Ribamar
  • Centro Social Paroquial de Caldas da Rainha
  • Centro Social Paroquial do Reguengo Grande
  • Centro Social Paroquial Nossa Senhora das Mercês de Carvalhal Benfeito
  • Centro Social Paroquial Santa Catarina, Lisboa
  • Centro Social Paroquial São Francisco de Paula, Lisboa

Empresas e Serviços

  • Atlanticare
  • Companhia de Seguros Allianz Portugal
  • ESEGUR
  • Groundforce Portugal
  • IS – Mediadores de Seguros
  • ISIC Portugal
  • Médis, Companhia Portuguesa de Seguros
  • Multicare, Seguros de Saúde
  • Ponto Vida
  • Universidade Atlântica
  • VITACURA, Serviços de Saúde e Apoio Domiciliário

Estado e Autarquias

  • Forças Armadas
  • IASFA, Instituto de Acção Social das Forças Armadas
  • Junta de Freguesia da Portela e Moscavide
  • Liga dos Combatentes

Farmácias

Clique aqui para obter informações sobre as condições dos respectivos protocolos.

Fundações

  • Fundação Robert Kalley

Ordens Profissionais

  • Ordem dos Advogados
  • Ordem dos Economistas
  • Ordem dos Engenheiros
  • Ordem dos Engenheiros Técnicos

Sindicatos

  • FENTCOP - Sindicato Nacional dos Transportes Comunicações e Obras Públicas
  • SIAP - Sindicato Independente dos Agentes de Polícia
  • STAAE – Sindicato dos Técnicos Administrativos e Auxiliares de Educação do Sul e Regiões Autónomas

Termas

Clique aqui para obter informações sobre as condições dos respectivos protocolos.

Para obter informações sobre as condições destes protocolos, contacte as respectivas entidades.