PayPalMB WAYnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Instagram Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

quinta-feira, 19 agosto 2021 15:02

Esforços urgentes para salvar vidas no Haiti e relatórios preliminares já confirmam a devastação do terramoto

 

No sábado, 14 de agosto, um grande terramoto de magnitude 7,2 atingiu o Haiti. De acordo com o Escritório de Proteção Civil do Haiti, 227 pessoas morreram e, infelizmente, este número  que tem vindo a aumentar a cada dia. Relatórios preliminares feitos por voluntários e colaboradores da Cruz Vermelha do Haiti  e da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho (FICV) no terreno confirmam que o terramoto causou graves danos nas infraestruturas, incluindo hospitais, sobretudo em Jérémie e Les Cayes, na costa norte da península meridional do país.

Hospitais e hotéis, bem como portos, pontes e rotas foram danificados em Les Cayes e Jérémie, onde igrejas ruíram durante a missa matinal. As iniciativas de resgate e salvamento estão concentradas nesta área, pois pode haver pessoas presas nos escombros.

Em resposta a esta crise e tendo em conta as já vulnerabilidades pré-existentes no país, a IFRC ativou a sua rede de especialistas para ajuda humanitária e está a trabalhar num apelo de emergência a ser lançado com uma alocação inicial de 1 milhão de francos suíços (CHF) do Fundo de Emergência para Emergências em Desastres da FICV.

Roger Alonso, IFRC, Unidade de Crises Climáticas disse:

“Os esforços para salvar vidas são a prioridade nesta fase da emergência. Apoio nas áreas de  procura e resgate, primeiros socorros, cuidados de saúde de emergência e abrigo são uma prioridade para a Cruz Vermelha. A FICR, em cooperação com a Cruz Vermelha do Haiti, está a trabalhar  na avaliação de danos e necessidades nas áreas afetadas, onde os serviços e habitações podem ter entrado em colapso, visto terem sido fortemente danificados ou totalmente destruídos, bem como estradas e infraestrutura em geral. É muito provável que os habitantes tenham sido forçados a procurar abrigo. ” 

Garantir apoio psicológico é também uma urgência, pois muitas pessoas afetadas passaram pelot rauma do terramoto de 2010. Prevenir e controlar a transmissão de COVID-19 e  garantir o acesso a água, higiene e saneamento é também essencial.

Especialistas da Cruz Vermelha de todo o mundo estão a ser mobilizados para o Haiti, para apoiar a avaliação e resposta imediata aos sobreviventes, especialmente àqueles que são mais vulneráveis, como mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência.

 

 

 

 

Partilhar