Linha CVPnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

terça, 12 junho 2018 12:02

Pedrógão Grande: Cruz Vermelha Portuguesa presta contas

Um ano volvido sobre o fatídico dia 17 de Junho de 2017 em que o fogo tomou conta das casas e das vidas de centenas de pessoas nos municípios de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, é momento de prestar contas e apresentar os resultados obtidos pela Cruz Vermelha Portuguesa, que só foram conseguidos graças a solidariedade de todos; sociedade civil e meio empresarial.

Dos cerca de 700 mil euros angariados no âmbito da causa dos incêndios, 389.780,45€ foram investidos na reconstrução total e apetrechamento de 5 habitações no município de Pedrógão Grande, aquele que foi, sem dúvida, o mais afectado por esta catástrofe. O restante dinheiro serviu para diversos fins, tais como a disponibilização de equipamentos e serviço de Teleassistência a vítimas pelo período de um ano, a prestação de apoio psicológico no terreno por equipas especializadas, apetrechamento de habitações, compra de alimentação para animais, compra de viaturas de logística e tendas de emergência.

Quanto às habitações a reconstruir com a verba angariada, a sua selecção teve dois critérios primordiais; configurar aquilo que é convencionado como 1ª habitação e cumulativamente tratarem-se de agregados com um enquadramento de vulnerabilidade socioeconómica.

Duas das cinco habitações encontram-se concluídas do ponto de vista da reconstrução do imóvel, estando uma delas já a ser habitada, e a segunda em fase de conclusão do apetrechamento, prevendo-se para meados da próxima semana que a mesma esteja pronta a habitar. As restantes três habitações têm conclusão de obra prevista para o final do mês de Agosto do corrente ano.

A Cruz Vermelha Portuguesa é também a entidade responsável pela “Coordenação Logística de Apetrechamento das Habitações”,no âmbito do Fundo Revita, trabalho esse desenvolvido de forma pro bono e que em traços gerais se consubstancia na análise dos requerimentos apresentados ao Fundo Revita, identificação, validação e mapeamento das necessidades de apetrechamento, articulação com doadores e potenciais doadores, planeamento e operacionalização das operações logísticas e as demais tarefas que se revelem necessárias para o sucesso da Missão,em articulação com os demais operadores e Instituições envolvidos: – devolver as condições básicas de dignidade Humana às vítimas.