PayPalMB WAYnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Instagram Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

sexta-feira, 30 outubro 2020 17:24

Cruz Vermelha de Guimarães responsável por gerir Estrutura Municipal de Retaguarda COVID-19

A Delegação de Guimarães da Cruz Vermelha Portuguesa garante o funcionamento de um Centro de emergência para pessoas infetadas pelo COVID-19, através de um subsídio atribuído pelo Município de Guimarães, no valor de €16.700,00 (dezasseis mil e setecentos euros). Este espaço garante o tratamento e acolhimento de doentes com necessidade de isolamento profilático mas que não têm condições para o mesmo no seu domicílio.

Este centro recentemente criado está a ser coordenado pela Cruz Vermelha Portuguesa e já alojou cinco doentes de Covid-19. A equipa técnica que acompanha estas pessoas é composta por 10 elementos, sendo que a entidade promotora é a Câmara Municipal de Guimarães.

Esta estrutura, que funciona nas Instalações do Seminário do Verbo Divino, encontra-se devidamente equipada e preparada para a receção de doentes, existindo no local 42 camas até ao momento, havendo a possibilidade de aumentar de acordo com a necessidade. As instalações cumprem todas as recomendações e cuidados necessários da Direção Geral de Saúde.

No âmbito das respostas promovidas pela Rede de Apoio Social de Emergência da Câmara Municipal de Guimarães, em período de pandemia, e com o objetivo de dar resposta imediata à problemática crescente do aumento de número de casos positivos no país, a autarquia criou este Centro de Retaguarda COVID-19, envolvendo entidades parceiras como a Cruz Vermelha Portuguesa, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES), o Hospital Senhora da Oliveira e a Segurança Social.

A monitorização das rotinas diárias, condições de conforto, garantia de refeições, higiene, segurança da estrutura, acompanhamento técnico especializado e outros recursos humanos de apoio são algumas das respostas que a Cruz Vermelha e entidades parceiras promovem, 24 horas por dia, neste Centro de Retaguarda COVID-19.

Guimarães apresenta, até à data, uma taxa de infeção preocupante, sendo que se torna necessária esta evolução, de modo a que se possa combater mais rápido os doentes infetados pelo COVID-19.

Partilhar