Doar

Pesquisa Facebook Instagram Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

quarta-feira, 02 março 2022 11:18

Cruz Vermelha lança apelo para apoio à população ucraniana

O Comité Internacional da Cruz Vermelha não recomenda, nesta fase, a angariação de bens

em espécie pela dificuldade acrescida na gestão, seleção, distribuição e armazenamento no terreno. 

 

 

A Cruz Vermelha Portuguesa está a realizar uma campanha de angariação de fundos que reverte para o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), cujos elementos, ao abrigo do Direito Internacional Humanitário, se encontram em território ucraniano a prestar apoio direto às pessoas afetadas pelo conflito.

Com o lançamento desta campanha a Cruz Vermelha Portuguesa está, no imediato, a responder ao Apelo de Emergência lançado pelo CICV, acreditando que a solidariedade, para ser eficaz e assertiva, tem de ser coordenada.

Importa informar que necessidades básicas como água potável, saneamento, saúde, alimentação e abrigo estão a ser asseguradas, na medida em que as condições de segurança vão permitindo, sendo que estão no terreno engenheiros hídricos e médicos do CICV

"A situação que se vive na Ucrânia é devastadora. Nesta fase, a Cruz Vermelha Portuguesa apela à solidariedade de todos para apoio imediato aos sobreviventes dos bombardeamentos que estão a ocorrer por todo o território ucraniano. O Comité Internacional da Cruz Vermelha está no terreno e é para estas equipas que o apoio financeiro será mobilizado para que possam acudir aos feridos e responder às necessidades básicas das pessoas e famílias, cujas casas foram destruídas”, esclarece Ana Jorge, Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa.

Assim, as doações podem ser feitas online - icrc.org – e através do IBAN do Comité Internacional da Cruz Vermelha: 

CH25 0024 0240 C012 9986 5

Ou, em alternativa, através do IBAN da Cruz Vermelha Portuguesa, que está associado às plataformas REVOLUT e  WE HELP UKRAINE

PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4  – BPI ou da opção "Ser Solidário" do MBway. 

Como de resto já foi comunicado às Delegações da Cruz Vermelha Portuguesa, o Comité Internacional da Cruz Vermelha considera que a angariação de bens, tais como alimentos, roupa e medicamentos não é, nesta fase, recomendada porque, efetivamente, torna-se difícil quer o seu transporte, quer a sua armazenagem e gestão na Ucrânia ou nos países fronteiriços que estão a receber refugiados.

Acreditamos, porém, que num curto espaço de tempo, a Cruz Vermelha Portuguesa vai ter de dar outras respostas (entre as quais, o apoio a refugiados que, entretanto, cheguem a Portugal). Por isso, solicitamos a todas as instituições e empresas que têm, de forma altruísta, contactado a Cruz Vermelha Portuguesa no sentido de ajudar nesta situação concreta que nos contactem, através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., ao qual responderemos com brevidade, de forma a constituirmos uma rede de apoios que, com toda a certeza, será muito útil e necessária num futuro imediato.

 

Partilhar