Linha CVPnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

Menu Socorro e Emergência

Passos para pertencer a uma
Equipa de Emergência

(segundo directiva nº01/Emergência/DG/2016, Programa Formação para Equipas Emergência CVP)
  • Juramento

Nota importante: a iniciação de novos cursos depende das necessidades locais para formar novos elementos e do número de candidatos inscritos.

Para mais informações, contactar a estrutura local mais próxima.

Números

  • 86 Estruturas Operacionais
  • 245 Equipas Locais de Emergência
  • 7 Plataformas Regionais de Emergência
  • 3 Estruturas Logísticas Regionais
  • 5.000 Socorristas Voluntários
  • 250 DAE’s
  • 225.000 Transportes de doentes não urgentes (média ano)
  • 26.000 Emergências pré-hospitalares (média ano)
  • 1.500 Eventos apoiados (média ano)
  • 8.500 Atendimentos nas praias (média ano)

Resposta a catástrofes, acidentes e crises

A ajuda humanitária em situações de grande emergência, como catástrofes naturais, epidémicas ou tecnológicas, conflitos armados e outras situações de violência, é a concretização mais imediata do mandato humanitário do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Assim, na Cruz Vermelha Portuguesa trabalhamos para proteger a vida e a saúde das pessoas afectadas por estas situações, garantindo a cobertura das suas necessidades básicas vitais, assim como o restabelecimento dos serviços essenciais e a restauração dos meios de subsistência.

Nesta medida, estamos prontos a actuar a nível nacional, em articulação com a Protecção Civil, o INEM, as diferentes autarquias e outras entidades competentes, e também a nível internacional, no enquadramento do nosso Movimento Internacional, com as seguintes valências:

  • Apoio à sobrevivência com prestação de socorro, abrigo temporário, água potável, condições adequadas de saneamento, ajuda alimentar, cuidados básicos de saúde e apoio psicológico;
  • Apoio logístico através do armazenamento e gestão de stocks, recepção e encaminhamento de dádivas, transportes, entre outros;
  • Apoio psicossocial;
  • Apoio à pesquisa e localização de familiares separados;
  • Apoio médico;
  • Comunicações de emergência, assegurando uma ligação permanente, fiável e de qualidade, entre a coordenação nacional e as estruturas locais;
  • Apoio à mortuária;
  • Salvamento em grande ângulo;
  • Salvamento em meio aquático.

Para mais informações, contactar os serviços centrais de Emergência pelo email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

O que são situações de emergência?

São consideradas situações de emergência aquelas que ameaçam a vida, colocando as pessoas em perigo de morte ou de grave deterioração da sua saúde ou das suas condições de vida, e que podem ultrapassar a capacidade normal dos indivíduos, das famílias, das comunidades e dos sistemas de apoio do Estado para enfrentá-las.

Desastres mais prováveis

Riscos naturais

  • Sismos
  • Tsunamis
  • Actividade vulcânica
  • Alterações climáticas
  • Ondas de Calor
  • Vagas de Frio
  • Precipitação intensa
  • Secas e desertificação
  • Subida do nível das águas do mar
  • Cheias
  • Tempestades
  • Deslizamento de terras
  • Pandemias

Riscos tecnológicos e sociais

  • Acidentes bacteriológicos, químicos e industriais
  • Acidentes nucleares
  • Acidentes ferroviários, rodoviários, aéreos e marítimos graves
  • Acções terroristas