PayPalnr fiscal cvp 55d50 Subscrever Newsletter Doar

Pesquisa Facebook Instagram Twitter Flickr redes youtube

Encontre aqui a Cruz Vermelha mais próxima de si.

Curriculum Vitae

Francisco George
Curriculum Vitae

CARREIRA

Francisco George nasceu em Lisboa, em 1947. É licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Lisboa desde 1973 (distinção).
Foi interno de medicina interna dos Hospitais Civis de Lisboa, no Hospital de Santa Marta.
Completou, em 1977, o Curso de Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública (Lisboa).
Médico especialista em Saúde Pública, foi delegado de saúde a partir de 1976, primeiro no concelho de Cuba e depois em Beja.
Como bolseiro da Organização Mundial da Saúde (OMS) fez o Curso Santé Familiale promovido pela OMS e pelo Centro Internacional de Infância (Paris) em 1978.
Entre 1980 e 1991 foi funcionário da Organização Mundial da Saúde. Para além de Bissau e Harare, foi consultor em missões que tiveram lugar em Pequim, Xangai, Brazzaville, Genebra, Rio de Janeiro, Maputo, Praia, São Tomé, Luanda, Bamako, Antananarivo, Maseru e Lusaca. Na qualidade de funcionário da OMS, em 1980, foi designado Chefe do Projecto de Desenvolvimento dos Serviços de Saúde, em Bissau e em 1986 Representante da OMS na República da Guiné-Bissau. Em 1990 desempenhou as funções de Epidemiologista do Programa Mundial de Luta Contra a SIDA como coordenador para a África Austral.
A seu pedido, uma vez terminada a licença de longa duração, regressou à carreira nacional.
Após concurso de provas públicas, obteve a categoria de chefe de serviço de saúde pública, desde 1992.
Foi nomeado Subdiretor-Geral da Saúde em 2001 e reconduzido em 2004.
Foi nomeado Diretor-Geral da Saúde, primeiro em 2005 e depois, no seguimento da Reforma da Administração Pública, em 2006 e novamente em 2009. A Comissão de Serviço foi renovada, por confirmação, no cargo de Diretor-Geral da Saúde e mantida depois da reorganização orgânica de 2012. Após concurso, tomou posse, outra vez, em 2013.
Foi membro do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, entre 2007 e 2010.
Foi, igualmente, membro do Conselho de Orientação do Instituto de Investigação Científica Tropical.
Foi, também, membro do Conselho Consultivo do Instituto de Higiene e Medicina Tropical desde 2015.
No quadro da União Europeia, em representação de Portugal, participou na reunião de peritos no domínio da saúde VIH/SIDA e no Comité de Doenças Relacionadas com a Poluição. Foi, desde 2001, membro do High Level Committee on Health, bem como do Health Security Committee e, desde 2005, participou nas reuniões dos Chief Medical Officers.
Em 2004, foi designado membro do Conselho de Administração do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (Estocolmo). Integrou o respectivo Comité de Programa.
Em representação de Portugal, na qualidade de Diretor-Geral, visitou oficialmente e participou em numerosas reuniões quer no âmbito da União Europeia quer de cooperação multilateral ou bilateral.
No contexto da Organização Mundial da Saúde participou, regularmente, nos trabalhos da Assembleia Mundial da Saúde e do Comité Regional da Europa. Foi membro suplente do Conselho Executivo da OMS (2005-2008).
Em 2007, foi chefe da delegação de Portugal à Conferência das Partes sobre a Convenção-Quadro para o Controlo do Tabagismo em Bangkok.
Integrou, como representante do Ministério da Saúde, o Conselho Supremo da Cruz Vermelha Portuguesa desde 2010.
Em 2014, na sequência da eleição de Portugal para o Comité Permanente da OMS Europa, foi nomeado como Representante do Estado Português para o triénio 2014-2017.
Foi, a partir de 2005, Professor Associado Convidado da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa.
É autor e co-autor de diversos artigos científicos publicados e de documentos sobre identificação, prevenção e controlo de riscos para a saúde pública. É relator e coeditor da publicação intitulada Health in Portugal divulgada, em língua inglesa, no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia (2007).

É autor dos seguintes livros: “Guia de Clínica Médica”, destinado a ser utilizado nos países africanos de língua oficial portuguesa, publicado pela Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa, maio de 1983); “Histórias de Saúde Pública” publicado em Lisboa, em 2004, pelos Livros Horizonte; “Prevenir Doenças e Conservar a Saúde”, editado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (2019).
Na qualidade de conferencista convidado tem participado em numerosas reuniões científicas nacionais e internacionais.
É membro da Sociedade Portuguesa de Virologia, tendo sido Presidente do Conselho Fiscal até janeiro de 2014.

DISTINÇÕES

Em 2006 foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique, Grande-Oficial, pelo Presidente da República, Jorge Sampaio.
Em 2014 recebeu a Medalha de Serviços Distintos do Ministério da Saúde, Grau Ouro, atribuída pelo Ministro Paulo Macedo.
Em 2017 venceu o Prémio Saúde Sustentável (negócios&accenture).
Por limite de idade cessou funções como Diretor-Geral da Saúde, em 20 de outubro de 2017. Na ocasião, recebeu do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a Grã-Cruz da Ordem do Mérito.
Também no mesmo ano foi agraciado pela Câmara Municipal de Lisboa com a Medalha de Mérito Social.
Em 26 de outubro de 2017 foi eleito Presidente Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa, cargo que desempenha como voluntário, sem remuneração.
Em 2019 foi designado membro do Conselho de Cidadãos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
Nesse ano, recebeu o Prémio Terra Justa 2019 (Fafe).
Ainda em 2019, foi agraciado com a Medalha de Ouro do Instituto Politécnico de Lisboa.

pdfFrancisco George, curriculum vitae